Como Analisar Corrida de Cavalos

41

Analisar corrida de cavalos afim de ganhar dinheiro é algo que tem se tornado comum entre os brasileiros.

Sites como a Bet365 e a Betfair oferecem ação diária em suas plataformas com a oportunidade de ganhar dinheiro alto, e isso atrai o olhar de muitas pessoas nessa modalidade.

A princípio, a ideia de fazer apostas nos cavalos pode parecer simples, mas entender o significado dos termos utilizados e o funcionamento do desporto em si não é, já que as regras nem sempre são as mesmas.

Então este texto irá explicar como apostar em corrida de cavalos com foco no mercado britânico, que é o principal do mundo. As corridas que acontecem no Reino Unido são as grandes responsáveis por alta liquidez no mundo das apostas em cavalos.

O texto irá falar dos tipos de apostas disponíveis, tipos de corrida, superfície, condições da pista, distância, classes e insights para você analisar corrida de cavalos.

Tipos de apostas em corridas de cavalos

Para essa parte irei utilizar screenshot da Bet365 como exemplo, pois eles são o site de apostas mais utilizado no país e acredito que você irá se familiarizar rápido com eles.

Mercado Vencedor

Essa é a aposta mais simples que existe, a que você seleciona um cavalo para ser o vencedor da corrida.

Você irá ganhar sua aposta se seu cavalo ganhar a corrida.

No exemplo acima, uma aposta no cavalo Danzig Star paga odd de 2.87 por uma vitória dele.

Mercado Place ou Lugar

Place em inglês significa lugar. Neste mercado estamos apostamos se o cavalo Crazy Good chegará entre os dois primeiros (odd de 2.73), bem como entre os três primeiros (odd de 1.76) ou entre os quatro primeiros (odd de 1.52).

Se na sua aposta place/lugar for de por exemplo 3 lugares, você ganha se seu cavalo chegar em primeiro, segundo ou terceiro.

Essas são as duas principais apostas para o mercado de corrida de cavalos. Há algumas outras, mas nenhuma tão conhecida e explorada como essas.

Acrescento que se você está começando nesse mundo, foque por enquanto nesses dois mercados e deixe de lado os mercados conhecidos como “exóticos”.

Eu também não quero encher sua cabeça com muita informação porque ainda há muito pela frente.

Tipos de Corrida

Agora chegou à parte em que o texto começa a falar do conceito técnico da coisa. Isso é muito importante, porque o tipo de piso e a condição dele influência tanto quanto um time de futebol ou um tenista.

Geralmente há dois tipos de corridas, “flat” e “jumping”.

As corridas flat ocorrem em superfícies sem obstáculo, sejam elas planas ou com inclinações. Essas corridas podem acontecer em linha reta ou em circuito.

Já as corridas “jumping” ou em saltos, como o nome já diz, são corridas com a inclusão de obstáculos. Há os tipos Hurdles e Steeplechases.

No Hurdle os obstáculos são iguais entre si, enquanto no chase há variedades de tamanho de saltos, água etc.

Corrida “chase”.

Tipos de Pista

Há dois tipos de pista, um deles é conhecido como turfe (relva) e o outro é sintético.

No turfe, que é o mais conhecido, a pista é gramada e é nesse tipo de pista que há obstáculos.

No sintético (all weather) a pista simula areia e tem a vantagem de não ser tão afetado pelo mau tempo como uma pista de terra tradicional, que fica encharcada e muito pesada quando chove.

Superfície all weather.

O tipo de pista é para muitos apostadores o que mais influência para onde o dinheiro será enviado, isso porque determinado cavalo tem melhores registros um tipo de terreno.

Condições do Terreno

É sempre importante saber em que condições está a superfície, pois nem todos os cavalos gostam de pisos pesados, lentos ou rápidos. Como disse acima, cada cavalo corre melhor em um tipo de terreno.

Os circuitos sintéticos praticamente não variam de condições e em muitos sites você verá o este tipo de terreno listado como “Standard”.

Quando um terreno é standart, significa que ele não sofreu muita variação ou que está legalzinho para a corrida. Geralmente a análise neste tipo de terreno ela é feita apenas com os resultados do cavalo.

Já no turfe, que é quando a coisa pega, haverá relatos sobre a condição do piso, por exemplo:

– Hard: piso duro e seco;
– Firm: piso firme e seco;
– Good to firm:  piso seco;
– Good: bom piso;
– a Good to Soft: bom piso ligeiramente molhado e macio;
– Soft: piso molhado, macio, lento;
– Heavy: piso molhado quase encharcado, muito lento.

Distância e como medir

Nem toda pista tem o mesmo tamanho e é por isso que para analisar corrida de cavalos você deve se ligar no tamanho da pista.

Geralmente se usa furlong para medir o tamanho de uma pista, e um furlong equivale a um pouco mais de 200 metros (201,7 metros). Também se usa milha e yards (jardas).

M = milha: 1.609 metros.
Y (ou yds) = yards/jardas: 0,91 metro.

Quando a distância da pisa é superior a 8 furlongs, se usa milhas.

Por exemplo, uma pista de 14 furlongs significa 1 milha e 4 furlongs (1m4f).

Muitas vezes ainda vão aparecer os yeards, que servem para fazer pequenos ajustes nas distâncias quando elas não são milhas nem furlongs exactos, por exemplo, 5f ½ significa que é 5f100y.

Uma corrida de 5 furlongs estará expressa como 5f, já uma de 7 furlongs em 7f. Há as de 2 milhas que são 2m, 2 milhas e 6 furlongs de 2m6f e assim por diante.

Ainda sobre distâncias, para definir a distância entre os cavalos numa corrida, utiliza-se habitualmente a expressão “lenght” ou “lenghts” no plural.

Lenght equivale a um corpo de 1 cavalo. Por exemplo, se no final seu cavalo tiver vencido por “3 lenghts”, isso significa que ele venceu por 3 corpos de distância.

Classes de corridas (divisões)

Os melhores cavalos correm na classe 1 grupo 1, isso seria uma espécie de mata-mata da Liga dos Campeões ou mata-mata da NFL. É lá onde estão os melhores dos melhores.

Competições como a Royal Ascot e Cheltenham Festival são algumas que fazem parte da classe 1 grupo 1.

Festival Royal Ascot, o mais tradicional da Inglaterra.

Mas ainda tem a classe 1 grupo 2, classe 1 grupo 3 e assim por diante, até chegar na classe 2 à classe 7 (a mais baixa de todas).

Então quando você quiser alta liquidez, vai apostar na classe 1 do grupo 1 ou grupo 2. Contudo, se você quer um pouco mais de informação e digamos menos concorrência (liquidez), vá para o grupo mais fraco.

Assim como no futebol, ganhar dinheiro na “várzea” é uma tarefa teoricamente mais fácil, uma vez que o mercado não dá muita atenção para os menos conhecidos como dão para os mais conhecidos e isso faz com que as odds não estejam tão justas.

  Em 2021 fiz mais de 11.700 dólares no meu grupo VIP. Clique aqui para saber mais. 

Como analisar corridas de cavalos e ganhar dinheiro

Vamos à essa parte, que é a segunda deste texto. Mas antes de tudo quero que você entenda algumas coisas.

Primeiramente, este é um esporte do qual as provas são sérias e contam com regulamento rígido com o objetivo de que não haja nenhuma irregularidade.

E segundo, os cavalos são normalmente especializados em um tipo de pista e em um determinado percurso. Desta forma as equipes decidem qual o melhor animal para disputar uma determinada prova.

Ou seja, há muito estudo por trás e você apostador também deve entender isso.

Insight #1 – Saiba qual o nível do cavalo

Existem diferentes níveis de competição ou classes em corridas de cavalos. Conforme você sobe de classe, você encontrará cavalos de melhor desempenho e apostas mais altas. 

Existem quatro classes de corridas: corridas inaugurais, corridas reivindicativas, corridas com permissão e corridas de apostas. 

As pistas de corrida tentam ter corridas com cavalos no mesmo nível de competição. Os cavalos sobem e descem de classe ao longo do ano e isso é algo que depende do seu desempenho e, muitas vezes, uma mudança de classe pode afetar a vitória ou derrota do cavalo.

Por exemplo, se determinado cavalo subiu de classe após vencer algumas corridas disputadas, na classe de cima ele encontrará animais tão bons quanto ele e apostar nele na nova classe pode não ser muito bom.

Insight #2 – Desempenho no tipo de superfície

Cavalos têm um desempenho diferente em cada tipo de superfície. Procure saber o desempenho anterior de cada cavalo nos diferentes tipos de superfície. 

Se um cavalo teve um bom desempenho apenas na terra e a pista em que você está apostando é gramada, talvez você não devesse apostar ele.

Você provavelmente não vai apostar em um time de futebol que está muito desfalcado porque isso seria uma aposta ruim. O mesmo ocorre com cavalos, pois alguns adoram terra, enquanto outros não têm bom resultado em trilhas artificiais e vice-versa.

É necessário ver o histórico do cavalo e para isso irei indicar alguns ótimos sites na parte final do texto, para não fugir do assunto.

Insight #3 – Histórico com o jóquei

Se um jóquei costuma ficar consistentemente em primeiro, segundo ou terceiro, independentemente do cavalo que estiver montando, isso indica que este jóquei deve ser levado muito a sério.

Então, se um bom jóquei estiver cavalgando em um cavalo pela primeira vez que termina consistentemente entre os primeiros, posso fazer uma aposta naquele cavalo, raciocinando que, com a habilidade adicional do jóquei, essa dupla tem uma boa chance de ficar entre os dois ou três primeiros lugares.

Também verifique a história de um jóquei com determinado cavalo. Se eu vir que um cavalo e um jóquei terminaram de forma consistente nos três primeiros, há uma boa chance de que terminem entre três primeiros lugares da corrida em que estou apostando.

Insight #4 – Sites

Racing post – https://www.racingpost.com/ – esse é a “bíblia” dos apostadores em cavalos.

Sporting Life – https://www.sportinglife.com/racing

Practical Punting – https://practicalpunting.com.au/

Americas Best Racing – https://www.americasbestracing.net/

Em todos esses sites você encontrará informações das quais passei acima, bem como a lista de corrida do dia e qual a programação e histórico de alguns cavalos.

Mas, se você estiver apostando em cavalos em algum lugar e precise de alguma informação que não encontrou aí, somente o google para ajudá-lo.

Desse modo, encerro o texto dizendo que o mercado de corrida de cavalos pode ser sim lucrativo.